Endereço:

Av. Ademar de Barros, s/n°

Campus Universitário de Ondina
Salvador, BA | prohpor.ufba@gmail.com

 

© 2014 por Grupo PROHPOR. Orgulhosamente criado em comemoração aos 24 anos do Grupo.

  • b-facebook

SINTAXE HISTÓRICA

Para atender aos objetivos propostos à área de sintaxe, atenta-se para as mudanças na história do português e a sua constituição linguística derivada a partir das diferentes interrelações linguísticas, considerando como base de análise:

 

i) período(s) da língua;

ii) outras vertentes da língua; e/ou

iii) fatos de outras línguas românicas.

 

Desse modo, apresentam-se os seguintes campos de investigação:

 

Ordenação dos elementos linguísticos

Descrição da sintaxe da ordem dos elementos linguísticos na oração, como o sujeito, o objeto, os adjuntos, entre outros, o deslocamento de constituintes, o preenchimento de fronteiras e consequente interferência na tipologia das construções frásicas.

 

Realização de constituintes – análise das ocorrências dos constituintes, considerando as formas de preenchimento ou de substituição ou o apagamento, além de discutir os processos de conexão entre os constituintes na sentença.

 

Reanálise sintática

Discussão teórica acerca dos Parâmetros sintáticos face aos Princípios, com vistas a identificar mudanças já ocorridas ou em processo; além de examinar a alteração de traços sintáticos que possam ter contribuído para a reanálise.

 

Interface sintaxe e morfologia

Descrição dos traços morfológicos e a interferência nos fatos sintáticos, como o preenchimento do sujeito, construções de passiva, preenchimento ou apagamento do objeto, seguindo os pressupostos dos estudos gerativistas ou sociolinguísticos.

                                                               

Interface sintaxe e semântica

Análise da relação entre fatos semânticos e a sintaxe, como a valência dos verbos, papéis temáticos, negação, processos de ergativização, entre outros.

 

Interface sintaxe e estrutura da informação

Análise da distribuição dos constituintes na periferia à esquerda da oração, de modo a identificar a relação entre a função sintática e a função informacional, como o tópico e o foco, contribuindo para a descrição da língua a partir do seu direcionamento ou discursivo ou sintático.

 

Processos sintáticos de subordinação

Descrição dos fenômenos sintáticos em torno do processo de subordinação, como preenchimento de fronteiras, deslocamento de constituintes, gramaticalização de elementos lexicais, origem de processos de subordinação e diferenças entre os tipos sintáticos de subordinação, incluindo-se os fenômenos relacionados às orações completivas, às adverbiais e às relativas.

 

Processos sintáticos de coordenação

Avaliação das formas de coordenação e sua evolução na língua através dos processos de gramaticalização de constituintes.