Endereço:

Av. Ademar de Barros, s/n°

Campus Universitário de Ondina
Salvador, BA | prohpor.ufba@gmail.com

 

© 2014 por Grupo PROHPOR. Orgulhosamente criado em comemoração aos 24 anos do Grupo.

  • b-facebook

DISSERTAÇÕES

Dissertações de Mestrado defendidas sob orientação/coorientação de pesquisadores do PROHPOR

ANO DE 2019

BRITO, Rosana Carvalho. Uso variável dos artigos definidos antes de possessivos em cartas pessoais do sertão baiano (século XX). Orientadora: Mariana Fagundes de Oliveira Lacerda.

SANTOS, Elaine Brandão. O livro do gado do brejo do Campo Seco (Bahia): edição semidiplomática e descrição de índices grafo-fonéticos. Orientadora: Mariana Fagundes de Oliveira Lacerda.

SANTOS, Elane Santos e. Para a história do português popular brasileiro: o sistema de tratamento em cartas baianas do século XX. Orientadora: Mariana Fagundes de Oliveira Lacerda.

ANO DE 2018

BARBOSA, Gutemberg Magalhães Oldack. O uso dos pronomes possessivos "seu" e "teu" em cartas pessoais de sertanejos baianos do século XX. Orientadora: Zenaide de Oliveira Novais Carneiro.

 

ANO DE 2017

SANTOS, Lorena Enéas Rosa. A variação da concordância nominal de número em cartas de inábeis do sertão baiano (1906-2000). Orientadora: Zenaide de Oliveira Novais Carneiro.

ANO DE 2016

MASCARENHAS, Janaina de Oliveira Costa. Sentenças relativas em cartas de inábeis. Orientadora: Zenaide de Oliveira Novais Carneiro.

ANO DE 2014

FARIAS, Ana Cristina Santos. Escrita privada à margem direita do Rio São Francisco no início do século XX. Orientadora: Tânia Conceição Freire Lobo.

MORENO, André Luiz Alves. Devassa em devassa: a difusão social da escrita na Salvador de finais do século XVIII: volumes 1 e 2. Orientadora: Tânia Conceição Freire Lobo.

 

ANO DE 2013

LOPES, Maílson dos Santos. A prefixação na primeira fase do português arcaico: descrição e estudo semântico-morfolexical-etimológico do paradigma prefixal da língua portuguesa nos séculos XII, XIII e XIV. Orientadora: Juliana Soledade Barbosa Coelho. Coorientadora: Aurelina Ariadne Domingues Almeida.

 

SILVA, Irani Sacerdote de Souza. Antroponímia do português arcaico: um estudo de sobrenomes e sóciohistória. Orientadora: Aurelina Ariadne Domingues Almeida.

 

ANO DE 2012

AMORIM, Fabrício da Silva. Construções causais com “por causa que”: um caso de gramaticalização. Orientadora: Sônia Bastos Borba Costa.

 

COROA, Williane Silva. A linguagem proibida no texto Malandragem made in Bahia de Antônio Cerqueira: edição e estudo. Orientadora: Rosa Borges dos Santos. Coorientadora: Aurelina Ariadne Domingues Almeida.

 

SANTIAGO, Huda da Silva. Um estudo do português popular brasileiro em cartas pessoais de "mãos cândidas" do sertão baiano. Orientadora: Zenaide de Oliveira Novais Carneiro. Coorientador: Klebson Oliveira. Dissertação: Vol. 1. Dissertação completa.

 

SOUZA, Maria Ionaia de Jesus. Cartas, requerimentos, pareceres e afins: edição e estudo de documentos da Capitania da Bahia do século XVIII. Orientador: Américo Venâncio Lopes Machado Filho. Coorientadora: Zenaide de Oliveira Novais Carneiro.

 

ANO DE 2011 

CUNHA E SOUZA, Hirão Fernandes. O português kiriri: aspectos fônicos e lexicais na fala de uma comunidade do sertão baiano. Orientador: Américo Venâncio Lopes Machado Filho.

 

SANTOS, Verônica de Souza. As santas mulheres em um Flos Sanctorum do século XVI: edição e estudo linguístico sobre fronteamento de constituintes e interpolação. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

NOBRE, Wagner Carvalho de Argolo. Introdução à história das línguas gerais no Brasil: processos distintos de formação no período colonial. Orientadora: Tânia Conceição Freire Lobo.

 

ANO DE 2010

GANDRA, Ana Sartori. Cartas de amor na Bahia do século Xx: normas linguísticas, práticas de letramento e tradições do discurso epistolar. Orientadora: Tânia Conceição Freire Lobo.

 

RODRIGUES, Evani Pereira. A concordância nominal de gênero em sintagmas nominais: um estudo constrastivo entre comunidades rurais baianas e Luanda-Angola. Orientadora: Norma Lucia Fernandes de Almeida.

 

ASSUNÇÃO, Janivam da Silva. A indeterminação do sujeito na variedade linguística de Feira de Santana: um estudo variacionista. Orientadora: Norma Lucia Fernandes de Almeida.

 

ANO DE 2009

ALCÂNTARA, Rebeca Cerqueira Andrade de. Transitividade e gramaticalização do verbo “pegar” em dados de língua falada. Orientadora: Emília Helena Portella Monteiro de Souza.

 

GOMES, Luís Henrique Alves. Indícios do português rural do Recôncavo Baiano no limiar do século Xx: Bertulameu e Prexede em A Foia dos Rocero. Orientadora: Sônia Bastos Borba Costa. Coorientadora: Tânia Conceição Freire Lobo.

 

LINS, Alex Batista. Os usos dos artigos definidos e indefinidos nos séculos XIII, XIV e XVII: um estudo na perspectiva do funcionalismo. Orientadora: Emília Helena Portella Monteiro de Souza.

 

ROCHA, Nilzete da Silva. Clíticos: ingrediente na cozinha portuguesa do século XVII. Orientadora: Tânia Conceição Freire Lobo.

 

ANO DE 2008

BARRETO, Rosana Pinho Muniz. Estudo da gramaticalização de preposições que expressam os conceitos de direção, localização e percurso no português e no italiano. Orientadora: Rosauta Maria Galvão Fagundes Poggio.

 

BITTENCOURT, Regina Lúcia Coelho Lopes. No rastro do apagamento: pronomes clíticos nas funções recíproca, reflexiva, apassivadora e indeterminadora. Orientadora: Sônia Bastos Borba Costa.

 

PINTO, Carlos Felipe da Conceição. Uma análise das construções de clivagem e outras construções focalizadoras no espanhol atual. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

SANTANA, Simone Werbering. O aspecto verbal: língua urbana x língua rural. 2008. Orientador: Therezinha Maria Mello Barreto.

 

ANO DE 2007

ARAÚJO, Rerisson Cavalcante de. A negação pós-verbal no português brasileiro: análise descritiva e teórica de dialetos de afro-descendentes. Orientadores: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro & Jacyra Andrade Mota.

 

CARVALHO, Guilhermina Maria Bastos Mendes de. A inacusatividade na fala de comunidades rurais afro-brasileiras. Orientadores: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro & Dante Eustachio Lucchesi Ramacciotti.

 

SANTANA, Noemi Pereira de. Escolarização na Bahia na transição Império - República e a constituição da norma culta do português brasileiro. Orientadora: Emília Helena Portella Monteiro de Souza.

 

ANO DE 2006

CÔRTES JÚNIOR, Moacir da Silva. Clivadas e pseudo-clivadas: um estudo de suas realizações estruturais no português rural afro-brasileiro. Orientadores: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro & Dante Eustachio Lucchesi Ramacciotti.

 

FRANÇA, Ironildes Santos. Gramaticalização da preposição “a” e a interferência de campos semânticos entre as preposições “a”, “em” e “para”. Orientadora: Rosauta Maria Galvão Fagundes Poggio.

 

GOMES, Núbia Cristina S. A gramaticalização/discursivização dos verbos “ir”, “chegar” e “pegar” no português. Orientadora: Therezinha Maria Mello Barreto.

 

ANO DE 2005

AZEVEDO, André Marcílio Carvalho de. Estudo das construções infinitivas em os Diálogos de São Gregório. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

COELHO, Juliana Soledade Barbosa. Aspectos morfolexicais do português arcaico (sécs. XIII e XIV). Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

MOURA, Rosemeire de Atayde Silva. A topicalização selvagem: comparando PB e PE. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

OLIVEIRA, Mariana Fagundes de. A voz passiva: um estudo diacrônico. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

SANTOS, Eliéte Oliveira. História de Portugal de Fernão de Oliveira: edição diplomático-interpretativa. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

SOUZA, Pedro Daniel dos Santos. Concordância verbal em português: o que nos revela o período arcaico? Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

VANESCA, Paula. As construções clivadas no português europeu rural. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

ANO DE 2004

SILVA, Elisângela Gonçalves da. O sujeito nulo na comunidade linguística de Vitória da Conquista - BA. Orientadores: Jacyra Andrade Mota & Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

SILVA, Maria Cristina Vieira de Figueredo. Objeto direto anafórico no dialeto rural afro-brasileiro. Orientadores: Dante Eustachio Lucchesi Ramacciotti & Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

ANO DE 2003

COSTA, Pascásia Coelho da. Os usos do mais-que-perfeito e sua substituição pelo tempo composto em textos representativos do período arcaico. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

OLIVEIRA, Klebson. Textos escritos por escravos e afro-descendentes na Bahia no século XIx: fontes do nosso latim vulgar?. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva. Coorientadora: Tânia Conceição Freire Lobo.

 

SANTANA, Elisângela. Predicadores e argumentos: o que nos revela o português arcaico? Orientadora: Therezinha Maria Mello Barreto.

 

SILVA, Deijair Ferreira da. O futuro em Helvécia e em Cinzento: um estudo do uso das formas perifrásticas e simples no português rural afro-brasileiro. Orientadores: Dante Eustachio Lucchesi Ramacciotti & Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

ANO DE 2002

JESUS, Lavínia Rodrigues de. O relativo “cujo” em documentos do século XIX. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

ANO DE 2001

CAMPOS, Lucas Santos. A gramaticalização do “não” como prefixo no português brasileiro contemporâneo. Orientadora: Therezinha Maria Mello Barreto.

 

SAMPAIO, Dilcélia Almeida. Modo imperativo: sua manifestação/expressão no português contemporâneo. Orientadora: Therezinha Maria Mello Barreto.

 

SANTOS, Paulo Roberto Pereira. O posicionamento sintático dos advérbios predicativos em PB. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

ANO DE 2000

MACHADO FILHO, Américo Venâncio Lopes. A pontuação em manuscritos medievais portugueses. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

SILVA, Sílvia Santos da. Demonstrativos, dêiticos e anafóricos: duas sincronias em confronto (séculos XV e XVI). Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

ANO DE 1999

PARCERO, Lúcia Maria de Jesus. Fronteamentos de constituintes no português dos séculos XV, XVI e XVII. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

ANO DE 1998

ARAÚJO, Edivalda Alves. A interface entre o processamento cognitivo e a estrutura de superfície na construção de textos argumentativos. Orientadora: Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

COSTA, Iraneide dos Santos. Uso do artigo definido diante de possessivo e de nome próprio de pessoa: período arcaico. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

ANO DE 1997

MACÊDO, Anna Maria Nolasco de. Locuções prepositivas na constituição histórica da língua portuguesa. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

FERREIRA, Permínio Souza. Inquirições de D. Dinis: índices e 27 primeiros fólios – edição crítica de um texto medieval notarial português. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

ANO DE 1996

CARNEIRO, Zenaide de Oliveira Novaes. Os verbos de padrão especial no português do século XVI. Orientadores: Rosa Virgínia Mattos e Silva & Ilza Maria de Oliveira Ribeiro.

 

ANO DE 1993

LOBO, Tânia Conceição Freire. A colocação dos clíticos em português: duas sincronias em confronto. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

LUCCHESI, Dante. Sistema, mudança e linguagem: um percurso da linguística neste século. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

ANO DE 1992

BARRETO, Therezinha Maria Mello. Conjunções: aspecto de sua constituição e funcionamento na história do português. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

ANO DE 1991

OLINDA, Sílvia Rita Magalhães de. “Pois” e “ca”: mudanças semânticas e sintáticas no português arcaico. 1991. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

PORTELA, Lícia Creusa. De teorias para o ensino: casos fronteiriços na classificação de palavras. Orientador: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

ANO DE 1989

NETTO, Maria do Socorro Sepúlveda. Ser/estar: um estudo de variação e mudança em curso no português antigo. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

ANO DE 1988

SANTOS, América Lúcia César dos. As vozes e as verdades: reflexões sobre a linguagem. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

ANO DE 1986

BORBA COSTA, Sônia Bastos. O aspecto em português: reflexão a partir de um fragmento de corpus do Projeto NURC. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva. 

 

ANO DE 1979

LUZ, Ana Maria. Percepção da estrutura sintática na compreensão de textos. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

  

FRAGA FILHO, Cid Seixas. O espelho de Narciso: linguagem como ideologia cultural no idealismo e no marxismo. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.

 

NOBRE, Maria Célia Cortizo de Argolo. O apagamento do tema em estruturas sintáticas do português. Orientadora: Rosa Virgínia Mattos e Silva.