PARCEIROS

EDUFBA - EDITORA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

www.edufba.ufba.br

A Editora da Universidade Federal da Bahia (EDUFBA) tem como finalidade a difusão da produção científica da Universidade, constituindo-se num canal de comunicação com a própria Instituição, bem como com a sociedade. Neste processo, há uma reciprocidade de influências que resulta não só no enriquecimento das partes envolvidas, como no estabelecimento de novas políticas acadêmicas. A EDUFBA, na sua função de difusora do conhecimento produzido pelos pesquisadores da Universidade Federal da Bahia, já contabiliza mais de 800 títulos publicados nas diversas áreas temáticas e dispõe de três livrarias próprias, onde comercializa, além de sua produção, a de mais 60 outras instituições e algumas editoras privadas de todo o Brasil.

LATINITAS BRASIL

www.latinitasbrasil.org

O programa "Latinitas" é desenvolvido na Universidade Federal da Bahia e propõe a criação e o acesso a materiais didáticos para cursos de latim. Seus materiais já produzidos vem sendo testados na própria Universidade desde 2010. Atualmente, o material também está sendo aplicado na Universidade Federal de Sergipe e na Universidade Estadual do Piauí. Para a preparação dos dois volumes do Latinitas, o coordenador do projeto teve a contribuição de quatros turmas de latim (duas de latim inicial e duas de latim intermediário) cujos alunos aceitaram utilizar o material com vistas ao seu aprimoramento. Também teve a contribuição de uma turma de professores da Universidade Federal da Bahia, que aceitaram ser alunos de um curso de extensão em que o material foi adotado em um ano e meio de experimentos. Alguns deles pela vontade de retomar seus estudos da língua, outros por terem feito, em tempos mais recuados, cursos de sobrecarga gramatical e pouca abordagem textual, outros, pela generosidade com um colega que se aventurava nessa experiência didática. 

EDITORA UEFS

www.uefseditora.uefs.br

A UEFS Editora (Editora da Universidade Estadual de Feira de Santana - BA) foi criada em 2002 pelo Conselho Administrativo da UEFS. Regimentalmente possui uma Diretoria, uma editoria, o Conselho Editorial e o Conselho Administrativo. Prioriza a publicação de obras originais de caráter técnico-científico e cultural, resultantes da produção científica de autores com vínculo institucional. A UEFS Editora não publica obras de ficção, tais como contos, romances, novelas, nem exclusivamente de poesias. Está aberta a co-edições com outras editoras, sempre primando pela produção editorial de qualidade e pela disseminação do conhecimento.

PROJETO VERTENTES

www.vertentes.ufba.br

O Projeto Vertentes do Português Popular do Estado da Bahia, ou Projeto Vertentes, é um projeto de pesquisa linguística desenvolvido na Universidade Federal da Bahia, com recursos públicos, desde o ano de 2002. Com sua pesquisa, o Projeto Vertentes visa a ampliar o conhecimento da realidade sociolinguística do Estado da Bahia, bem como do processo histórico da sua formação, tendo em vista o caráter pluriétnico da sociedade brasileira. Os seus maiores compromissos sociais estão relacionados ao combate ao preconceito linguístico e à elaboração de diagnósticos que subsidiem políticas públicas de ensino de língua portuguesa mais adequadas à realidade linguística e cultural do país.

ATLAS LINGUÍSTICO DO BRASIL

www.alib.ufba.br

O Projeto ALiB - Empreendimento de grande amplitude, de caráter nacional, em desenvolvimento, o Projeto Atlas Linguístico do Brasil (Projeto ALiB) tem por meta a realização de um atlas geral no Brasil no que diz respeito à língua portuguesa. Desejo que permeia a atividade dialetal no Brasil, durante todo o desenvolvimento dos estudos linguísticos e filológicos, ganha corpo nesse final/começo de milênio, a partir de iniciativa de um grupo de pesquisadores do Instituto de Letras. Mais uma vez a UFBA assume atitude pioneira ao empreender a concretização dessa proposta que se realiza como projeto conjunto que envolve hoje doze Universidades.

CORPUS ELETRÔNICO DE DOCUMENTOS HISTÓRICOS DO SERTÃO (CEDOHS)

www5.uefs.br/cedohs

O objetivo do CE-DOHS, face eletrônica do banco de textos DOHS, é disponibilizar edições fac-similadas em versão semidiplomática para o estudo do português brasileiro, em diferentes perspectivas teóricas, de acordo com critérios estabelecidos pelo Projeto Para a História do Português Brasileiro (PHPB). Embora os acervos, em sua maioria, sejam originados da grande área do semiárido baiano, há acervos de outras áreas da Bahia e também de diversas regiões do Brasil. 

NELP - NÚCLEO DE ESTUDOS DE LÍNGUA PORTUGUESA

https://nelpuefs.wordpress.com/

O Núcleo de Estudos de Língua Portuguesa (NELP) foi criado pelas professoras doutoras Norma Lucia Fernandes de Almeida e Zenaide de Oliveira Novais Carneiro, em 1998, no Departamento de Letras e Artes (DLA) da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), a partir das pesquisas desenvolvidas no âmbito do projeto A Língua Portuguesa no Semiárido Baiano, por elas coordenado e fruto de estudos iniciados, na instituição, pela professora doutora Ilza Ribeiro e pelo professor doutor Dante Lucchesi, sobre a constituição de banco de dados para investigação da história do português brasileiro. Hoje, fazem parte do NELP diversos projetos de pesquisa, coordenados por pesquisadores da UEFS (e seus estudantes de Pós-Graduação e Graduação), em parceria com outras universidades brasileiras e universidades estrangeiras. O NELP, ao lado de outros núcleos de pesquisa do departamento, fortalece a linha de pesquisa Variação e Mudança, do Mestrado em Linguística da UEFS.

nehilp_logo.jpg

NEHiLP - Núcleo de Apoio à Pesquisa em Etimologia e História da Língua Portuguesa

https://nehilp.prp.usp.br/~nehilp/index.php

O Núcleo de Apoio à Pesquisa em Etimologia e História da Língua Portuguesa, NEHiLP, visa promover e divulgar pesquisas acadêmicas brasileiras sobre Linguística Histórica, Filologia e Etimologia. Para isso, estamos dedicados à pesquisa em documentos antigos e atuais, com vistas à organização da informação linguística e à geração de dados de qualidade para a consulta tanto de especialistas em linguística como de outros setores da sociedade que se interessem pela etimologia e história da língua portuguesa - incluíndo-se aí cientistas das mais variadas áreas, educadores, jornalistas, e o público mais amplo. 

GRUPO DE MORFOLOGIA HISTÓRICA DO PORTUGUÊS

http://www.usp.br/gmhp/

O GMHP - Grupo de Morfologia Histórica do Português – é um grupo interdisciplinar criado em 2005 e se tem dedicado aos estudos diacrônicos da flexão, derivação e composição da língua portuguesa.

NÚCLEO DE ESTUDOS MORFOLÓGICOS DO PORTUGUÊS

https://www.nemp-rj.com/

O NEMP - Núcleo de Estudos Morfológicos do Português - é um grupo de pesquisa interinstitucional dedicado ao estudo da morfologia do português e de suas interfaces. Reúne pesquisadores do estado do Rio de Janeiro e tem sede na Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

NÚCLEO DE ESTUDOS INTERDISCIPLINARES EM HUMANIDADES DIGITAIS (NEIHD)

http://neihd.wordpress.com

Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Humanidades Digitais da Universidade Estadual de Feira de Santana. O grupo reúne pesquisadores de diversas áreas interessados em dialogar com o universo digital.

CORPUS HISTÓRICO DO PORTUGUÊS TYCHO BRAHE

http://www.tycho.iel.unicamp.br/~tycho/corpus/index.html

O Corpus Histórico do Português Tycho Brahe é um corpus eletrônico anotado, composto de textos em português escritos por autores nascidos entre 1380 e 1845.

CENTRO DE LINGUÍSTICA DA UNIVERSIDADE DE LISBOA

http://www.clul.ul.pt/pt

O Centro de Linguística da Universidade de Lisboa (CLUL) é uma unidade de Investigação & Desenvolvimento integrada na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. A actividade do CLUL segue duas orientações fundamentais: por um lado, a investigação teórica e experimental e, por outro, a disponibilização de materiais e ferramentas. O CLUL é um espaço de diálogo entre áreas tradicionais e áreas mais recentes dos estudos da linguagem, acolhendo no seu domínio a filologia, a dialectologia, a linguística histórica, a linguística comparada, a linguística teórica, a linguística computacional, a linguística experimental, a linguística clínica, a psicolinguística e as tecnologias da fala. O CLUL está igualmente empenhado na interacção com outras áreas de investigação.

INSTITUTO DE LÍNGUA GALEGA - UNIVERSIDADE DE SANTIAGO DE COMPOSTELA

http://ilg.usc.es/gl

O Instituto da Lingua Galega é un centro de investigación pertencente á Universidade de Santiago de Compostela. Desde a súa fundación, en maio de 1971, o Instituto vén despregando unha intensa actividade investigadora nos eidos da lingüística e da filoloxía galegas e, ao tempo, no desenvolvemento de ferramentas e aplicacións tecnolóxicas que poñan ao dispor da comunidade académica e da sociedade no seu conxunto o coñecemento xerado no marco das actividades de investigación. Ademais, contribuíu decisivamente ao proceso de codificación ortográfica, gramatical, lexical e fonética do galego moderno. No desenvolvemento das súas actividades, o Instituto colabora activamente con todas as institucións públicas e entidades implicadas de modo directo no estudo e promoción do galego e na súa normalización social, así como con investigadores e grupos de investigación de todo o mundo.

GRUPO DE ESTUDIOS LINGÜÍSTICOS HISPÁNICOS 

 

http://dgp.cnpq.br/dgp/espelhogrupo/67869

 

https://www.instagram.com/gelhisp/

Grupo de Estudios Lingüísticos Hispánicos (UFBA/CNPq). Desde 2014. Estudio del español en diferentes perspectivas. Grupos vinculados en los destaques.

Endereço:

Av. Ademar de Barros, s/n°

Campus Universitário de Ondina
Salvador, BA | prohpor.ufba@gmail.com

 

© 2014 por Grupo PROHPOR. Orgulhosamente criado em comemoração aos 24 anos do Grupo.

  • b-facebook